ITES Participa da Inauguração do BCD Rede Opala

Fonte: Samira Ramalho, com contribuições de Ives Tavares

Integrantes da ITES participaram da inauguração de mais um Banco Comunitário no Brasil. Esta foi a vez do BCD Rede Opala, em Pedro II/PI. Na ocasião, também foi feito um intercâmbio com os integrantes do Banco dos Cocais em São João do Arraial, Pìauí.

A solenidade de lançamento do novo sistema econômico aconteceu no Mercado do Artesão, no centro da cidade, com a presença de representantes da Caixa, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Banco Palmas e ONGs, parceiras do projeto.

A cidade é a segunda no Piauí a adotar o modelo de economia, já presente em São João do Arraial, com a moeda Cocal, consolidada no município.

Durante a solenidade, a população pode conhecer o funcionamento da moeda, que será de circulação exclusiva em Pedro II. Até o momento 50 estabelecimentos comerciais já estão credenciados para receber o dinheiro social. O cidadão já pode se dirigir à agencia do Banco Rede Opalas, no Mercado do Artesão, e trocar seu dinheiro em Real por cédulas de Opala.

Assis Alves, conhecido como Assis da Roça, explicou como funciona o sistema da moeda social. “Cada pessoa poderá trocar o seu dinheiro em Real pela moeda Opala, que dentro da cidade terá a mesma validade, e os valores são equivalentes. Mesmo o comerciante não credenciado poderá receber o pagamento em Opala e trocar por Reais na Agência sem problemas, mas a troca de Opala por Reais funciona apenas para os comerciantes. A moeda nova irá garantir que o dinheiro do cidadão fique na própria cidade”, explica.

Os valores da Moeda Opala variam de 0,50 a 10, todos em cédulas estampadas com ícones da cultura e economia local. O gerente espera que em pouco tempo, o uso da nova moeda se dissemine naturalmente entre a população e todos os empreendedores. A iniciativa também pretende auxiliar novos investidores a obterem créditos especiais.

O presidente da Associação Kolping Cabral, Antônio Pedro Barros, que incentiva a economia solidária entre pequenos agricultores, valoriza a implantação do Opala. “É uma proposta interessante, principalmente para a economia nas comunidades locais, que ofertam os produtos produzidos por elas e terão mais oportunidades vender e investir. A partir da conscientização de cada grupo, poderemos aumentar o uso da nova moeda na cidade”, disse o líder.

Comentários

Sem cometários ainda. Seja o primeiro!

Para fazer comentários é necessário ser registrado no Site.